Autor
Contactos
Links
Espaço DMA
Os meus sites
Promoções, Silêncios, Desvirtuações
Terceiro Mundo em Notícias
Foi Você que Pediu um Bom Título?
YouTube
VÍDEOS EM DESTAQUE
Twitter
Facebook
Rádio BLIP
PODOMATIC DMPA
Manchete
Slideshare DMPA
Slideshows DMA
Torga em SMS
Centenário da República
Sítios dos meus alunos
Espaço A
Media Critics
Polémicas
Derrapagens
Da Condição de Jornalista
Educação para os Media
Fotografia
Fotojornalismo
Internet
Blogosfera
Televisão
Imprensa
Rádio
Agências Noticiosas
Design Gráfico
Publicidade
Público & Privado
Leituras
Revival
Vária
Recreio

 Inquérito









 Velvet Secret

Velvet Secret
Queima das Fitas, Coimbra, Maio 2007
Get flash player to play to this file


VISITA OBRIGATÓRIA
Horácio Tomé Marques. Um grande conhecedor das tecnologias digitais ao serviço da criação de imagens virtuais.

Ilustrador, designer gráfico, músico e outras coisas mais, Horácio Marques tem a rica particularidade de pensar a percepção humana de um modo transversal. Por vezes pensa música como luz ou a cor como timbre ou timbre como se fosse um acorde. Depois, faz uma sopa gostosa de tudo isto e serve-nos um prato delicioso de estímulo e reflexão, apelando ainda à nossa atenção para coisas como os "limites" éticos da ilusão, seja nas imagens de síntese, fotografia digital, ou cinema.

Tem experiência e profundos conhecimentos em ilustração e outras técnicas de criação artística multidisciplinar assistidas por computador: composição e manipulação “bitmap”, vectorial, síntese 3D, ou, ainda, pré-impressão profissional.

Imprescindível saber do que se trata. Mete confusão a muitos, mas não havia necessidade.
Fausto Correia explica-nos tudo neste powerpoint
O photographo, perante os insuccessos e desenganos que a chromophotographia ainda embryonaria offerece, tentou com êxito pintar as suas photographias.
A pintura photographica proporciona um largo campo artístico e convida o amador que, mesmo sem ser animado do fogo sagrado da arte, póde produzir trabalhos lindíssimos.
O estudo dos effeitos da luz e da sombra é tão importante como o da pose, porque é a justa distribuição da luz que dá á photographia a illusão de um relevo.
A arte da distribuição da luz é muito despresada, mesmo pelos photographos, que só attendem á pose.
Julian Beever é um artista inglês, muito famoso e conhecido pela que vai fazendo nas calçadas de ruas da Inglaterra, França, Alemanha, Estados Unidos, Austrália, e Bélgica. O fascinante é, que apesar das imagens serem desenhadas no chão, quando vistas de um certo ângulo parecem ser tridimensionais!

Conheça a "arte" de Beever
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS...

Ora veja!

© 2005-2013 - Mediapolis - Design by Ectep